um blog de alguem do COUÇO, para lançar ideias e suscitar debate filhodocouco@sapo.pt
Sexta-feira, 23 de Outubro de 2009
FUNDAMENTALISMOS...

      Ele há com cada uma, que parecem duas!...

 

    Vivemos numa sociedade que se está a tornar mesquinha e cheia de coisinhas.

Digo isto porque, por exemplo, chegamos ao ponto de não podermos criar animais para nosso consumo.

     Não sei onde vamos parar mas parece que o cantar do galo se vai tornar uma coisa digital e o cacarejar da galinha terá que ser abafado com mascara. Para não falar nos ovos... estes já a galinha terá que pôr esterilizados! A Vaca essa vai começar a usar fralda e os porquitos terão de tomar banho diário com Champô...

   

     Se os custos de vivermos numa Vila, logo mais "urbana", é não podermos ter a nossa horta, não criar os nossos animais, não podermos estar fora de quatro paredes, então prefiro continuar a viver na aldeia.

    Estes tiques dos fundamentalistas que dizem que não se pode cortar o pescoço a uma galinha ou espetar a faca no porco devem viver do ar!!

    Os grupos fundamentalistas já conseguem pressionar de tal forma a opinião publica e o órgão legislador que, mais dia menos dia,  vamos também nós começar a viver do ar... poluído, claro está.

 

   Confuso fico eu quando pessoas que toda a vida viveram no campo, já não aguentam o cheiro do porco, o cantar do galo pela manhã, o grilo a cantar, etc,etc...A fineza chegou a este ponto e, todos os outros é que estão a incomodar.

    E que tal mudarem-se para a cidade?!

    Não serão as pessoas que estão cada vez mais solitárias?   Parece que já tudo serve para ter contactos sociais.  Seria bom que fossem criadas redes de apoio psicológico, a par dos cuidados continuados e paliativos.

     Por outro lado na nossa freguesia ainda são muitas as pessoas que vivem dos seus animais e da sua horta. Sem isso passariam fome pois, as reformas são o que se sabe.

   Tenho pena das pessoas que nunca sujaram as mãos para cultivar a horta, que nunca criaram uma galinha ou mesmo um canário na gaiola. Essas pessoas sempre viveram do que os outros produziam e não sabem dar o valor ao que comem nem  a quem passa necessidades. Por isso vivem tristes e incomodados. 

   

   



publicado por filhodocouco às 18:42
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Dezembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


posts recentes

COUÇO EM LUTA _ PONTE DE...

ALMOÇO DE REFORMADOS E PE...

APELO DA COMISSAO DE UTEN...

REUNIAO PUBLICA DA COMISS...

COMUNICADO DO MIC SOBRE O...

RECORDAÇÃO DOS SAGRADOS ...

CONCELHO DE CORUCHE PREPA...

UM PEQUENO GRANDE CICLIST...

JUNTA PAGA DIVIDA DOS ÁGU...

FALECEU OLÍMPIA BRÁS

arquivos

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

favoritos

EU E O COUÇO

links
blogs SAPO
subscrever feeds