um blog de alguem do COUÇO, para lançar ideias e suscitar debate filhodocouco@sapo.pt
Domingo, 11 de Abril de 2010
O COUÇO SEMPRE SERÁ "COUÇO" Continuação

    Continuando o post anterior  falo agora do passado mais recente.

    A luta anti-fascista do anos anteriores ao 25 de Abril de 1974 marcou muito quase toda a população do Couço. Digo "quase toda" pois como é sabido também existiram os "bufos" e alguns estavam do lado do poder.

    Foi uma época de "vacas magras" onde faltava o pão na mesa, onde o trabalho era de sol-a-sol e mal remunerado. Mais uma vez a população do Couço lutou pelo direito às 8 horas de trabalho e pelo direito a um rendimento mais justo.

   Uma das coisas que mais me intriga  foi o papel da MULHER na luta anti-fascista. Todos nós sabemos o quanto devastador é a falta de uma mulher no núcleo familiar. A mulher é quase sempre o pilar da família, embora muitos desvalorizem toda a sua força de mulheres e de mães. Pergunto-me muitas vezes a razão pela qual as mulheres tiveram um papel tão importante na resistência anti-fascista. Seria muito mais facil a mulher recatar-se e proteger os seus filhos.

    A resposta a esta minha pergunta foi-me transmitida por uma das senhoras que estiveram presas, dizia ela que as coisas eram tão más que agiram com  o instinto de proteger os seus filhos. Acrescentava ela que tal como um animal faz tudo para defender os filhos assim elas agiam pensando que só assim os seus filhos poderiam viver com a liberdade que elas não tiveram.

 

    No pós 25 de Abril vieram anos conturbados com a reforma agrária. Com a criação de cooperativas agricolas  as pessoas garantiram o seu sustento e a vida começou a ser mais facilitada. As pessoas eram "donas" do seu trabalho e todos trabalhavam com o objectivo do colectivo. Todos é como quem diz pois, alguns pensavam mais nos bolsos das suas calças.

    A Sociedade evoluiu e levou ao desaparecimento de quase todas as cooperativas, não sei se para o bem se para o mal, certo é que os ideais não mais se justificavam, estavam assentes em areias movediças  e já muito deturpados.

    Da época da reforma agrária ficaram algumas coisas muito boas,  saliento  o Centro Materno, cultural e infantil ( a creche). A creche nasceu da necessidade das mães, que trabalhavam nas cooperativas, terem onde deixar os seus filhos no horário de trabalho. Na fundação da  creche cada cooperativa pagava a uma funcionária da creche.

 

    Na  área de apoio á primeira infância, aos doentes e aos idoso podemos até afirmar que o Couço foi um dos pioneiros na região.

Após a morte de um forasteiro que não teve onde pernoitar foi arranjado um quarto para que mais ninguém morresse por falta de abrigo ao passar pelo Couço. Foi criado um asilo para idosos ( onde são hoje os correios) que foi a base para a construção do agora lar paroquial. Foi também construído um posto médico e mais tarde o Hospital  paroquial. Todas estas obras foram possíveis pois existia uma obra de são Vicente Paulo na paróquia.

    Numa terra de fraca religiosidade é notável o trabalho da obra de são Vicente Paulo no apoio aos Doentes e aos idosos.  Se alguém adoecia era visitado e levavam-lhe alguns alimentos. Se necessário era transferido para o Hospital.

 

  

    Com a religião aparecem outras questões...  Como é possível que numa terra de tão fraca religiosidade e, numa época em que as vocações estão em crise, aparecer uma congregação Francesa de Monjas  que vai fundar um mosteiro nesta freguesia?

    Para a igreja  católica as congregações de clausura são o " topo de gama". Não entendo, e não é para se entender, como podem ter escolhido este cantinho de "infiéis" e bastião comunista  para construir um mosteiro.

 

   Como podem ver o Couço Foi, e É, uma terra de gente de "lutas". Mas um lar para todos os que vêm por bem.



publicado por filhodocouco às 18:04
link do post | comentar | favorito
|

1 comentário:
De Anónimo a 13 de Abril de 2010 às 19:09
É uma terra de lutas mas para se unirem e expulsarem os ciganos como em Mora tá quieto!

Isso é muito bonito recordar o antigamente, mas agr o Couço é uma terra de individualistas que só olham para o próprio umbigo!

E eu sou do Couço e vivo aqui desde que nasci!


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Dezembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


posts recentes

COUÇO EM LUTA _ PONTE DE...

ALMOÇO DE REFORMADOS E PE...

APELO DA COMISSAO DE UTEN...

REUNIAO PUBLICA DA COMISS...

COMUNICADO DO MIC SOBRE O...

RECORDAÇÃO DOS SAGRADOS ...

CONCELHO DE CORUCHE PREPA...

UM PEQUENO GRANDE CICLIST...

JUNTA PAGA DIVIDA DOS ÁGU...

FALECEU OLÍMPIA BRÁS

arquivos

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

favoritos

EU E O COUÇO

links
Estou no Blog.com.pt
blogs SAPO
subscrever feeds